domingo, 10 de agosto de 2014

Contador da Telexfree diz que não desconfiou de pirâmide

O contador da Telexfree nos EUA, Joseph H. Craft, disse à Justiça que não se deu conta de que a empresa agia sob esquema de pirâmide financeira. Ele disse, ainda, que só chegou a essa conclusão por volta de março, um mês antes de a empresa e oito executivos terem sido acusados. 
 telexfree internacional
Em 15 de abril, policiais federais fizeram uma busca na sede da Telexfree em Marlborough, Massachusetts. Na data, Craft foi pego tentando fugir com um computador e uma mala, e afirmou que era apenas um consultor da empresa e que estava coletando seus objetos pessoais.
 
Ao abrir a mala, no entanto, os policiais encontraram dez cheques no valor total de US$ 38 milhões. A informação está detalhada em um documento do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos. 

A Telexfree vende planos de minutos de telefonia pela internet (VoIP) e também é investigada no Brasil por suspeita de pirâmide financeira. A empresa está proibida de operar no país desde junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário